Posts Tagged 'cartão de memoria'

Minhas impressões sobre o Motorola A1200i

É fato que hoje, celulares com tela touchscreen são objeto de desejo de muitas pessoas.
A questão é.. que tipo de Touchscreen você imagina? Não entendeu? Eu explico…

Hoje sem dúvida alguma, o telefone com melhor interface de navegação, ou melhor navegabilidade, é o iPhone
Apesar de todas as limitações, a Apple fez um trabalho muito bom nesta parte.

Sem dúvida que ele é o Gadget mais caro também, superando aparelhos como LG Cookie e outros Touchscreen.
Será que realmente vale o preço?

Pude testar há algumas semanas, o já antigo (e um pouco ultrapassado) Motorola A1200i.
Não gosto da Motorola tanto que nunca tive aparelho de tal, mas tive impressões boas e ruins do referido aparelho.

Usabilidade:

Considero como usabilidade, não só a navegação entre menus como a forma que o aparelho responde aos toques do usuário.

Neste caso, dou nota 6! Talvez por ser o primeiro Touch que eu mexi, não percebi fraquezas, mas há pontos que dificultam a vida do usuário:

– A barra de rolagem fica extremamente no canto, sendo difícil de manuseá-la com o dedo.
Na maior parte do tempo recorri a Stylus, sendo muito mais confortável

– Na hora de digitar uma SMS, é imprescindível a Stylus novamente. As letras são muito pequenas e eu ainda prefiro o teclado de meu N73 que apesar de eu errar as vezes, consigo digitar mais rápido.

– Se eu faço movimento para o lado, para mudar de foto, ela não muda! A ação padrão é apenas girá-la na tela, e só!

– Não gostei da navegação pelo Menu. Achei além de muito confuso, utilizando toda hora de atalhos, um aparelho incompleto pelo menos em minhas percepções.

Problemas

Tive além dos problemas de usabilidade, alguns probleminhas no manuseio do mesmo.

– A tampa que cobre o visor é péssima. Para levantá-la, você precisa ter ou unha grande, ou mão grudenta rs

– O cartão de memória se ejetado, só volta a ser reconhecido depois que você reinicia o aparelho umas 3 vezes, isso quando você não precisa plugar o carregador (segundo minha prima, dona do tal), para o aparelho perceber que há um cartão de memória ali.
Creio que uma atualização de software resolva mas…

Pontos positivos

Como ponto positivo, eu destaco o preço principalmente, além da aparente boa qualidade e claro, do SO bem como a responsividade do aparelho.

O preço novo, gira em torno de R$700,00 e usado, R$400,00. Ainda acho que meu N73 vale mais a pena, mas ele também é uma boa opção

O acabamento externo parece bem firme, com um aspecto meio emborrachado. Só não gosto em definitivo, da tampa protetora do visor!

Ele roda Linux e possui um processador Intel XScale de 312MHz
A bateria é de 850 mAh, tendo a durabilidade afetada, tempo caindo para no máximo, 3 dias.
É bem rápido, isso é fato! Cliquei e em menos de 1 segundo ele abre o solicitado!

De resto, vídeos e músicas rodam de forma satisfatória nele, trazendo inclusive o Real Player.

Câmera

A câmera é de 2mp não trazendo nem ao menos um Flash LED, portanto, sendo péssima para não dizer inútil, em fotos noturnas.
De dia, ela consegue reproduzir bem as cores em uma foto, mas de modo geral é ruim pois as mesmas se apresentam embaçadas ou com muito ruído.

As melhores fotos tiradas por ele, você pode ver por aqui . O pessoal fez uma competição e o resultado foi legal.

Sempre ouvi que este aparelho era considerado por muitos como Semi Touchscreen, coisa não percebida por mim (me lembrei de um gradiente, modelo bem antigo, com uma tela monocolor imitando colorida).

É um aparelho ultrapassado, com vantagens como conexão Mini USB e bom hardware, mas dispensando muito da usabilidade de aparelhos Touch atuais e perdendo a oportunidade de realmente lançar algo que encha os olhos, como GPS e falantes estéreos, afinal voltando ao início do post, Touchscreen hoje é um desejo geral.

Tomara que a Motorola lance novos produtos e estes com inovação, coisa que pelo menos no mercado brasileiro, não está acontecendo!

Anúncios

Review Nokia N73

Baseado no excelente review do Rodrigo Ghedin sobre o Nokia N82 , está saindo do forno um Review completo do Nokia N73, trazendo o máximo de informações para quem deseja adquirir este Smartphone que está barato perante outros modelos.

As especificações do N73 podem ser vistas neste link , lembrando a todos que o modelo lá citado é o RM-133, vendido em todo o mundo.

Este é um Smartphone voltado para pessoas exigentes em fotografia e áudio, mas que não fazem questão de recursos como Wi-Fi e GPS.
Lembrando que este pertence a série N, dedicado à multimídia. O exigentes em áudio (será explicado mais abaixo) –  tem a série XpressMusic, essa sim dedicadíssima à música.

N73 de frente

N73 de frente

O que vem?

A Nokia economizou nos acessórios e no próprio conteúdo da caixa, na minha opinião. Outros aparelhos vêm com mais coisas, mas isto é justificado pelas funções (e preço) a mais.

Caixa N73

Caixa N73

O cartão microSD que acompanha o pacote possui 1 gb de capacidade. Suficiente para alguns e pequeno para outros, pode ser substituido por um outro de maior capacidade não SDHC.
A estrutura de um cartão SDHC e um “normal” é diferente, por isso não tente colocar um HC nele. Muitas pessoas dizem que o N73 aceita até 2gb de memória, o que não é verdade! O maior problema é que encontrar cartões não SDHC maiores que 2 gb é raro e por isso da tal “limitação”.

O cabo infelizmente tem entrada proprietária o que além de ser incomodo para usar em qualquer outro lugar, já que é necessário levar junto na sua bolsa, tem o problema do plug que com o tempo vai se desgastando e não segura mais o celular direito.
Com isto você corre o risco de quando for atualizar seu celular, ocasionalmente perder a conexão e você ter que enviá-lo ao Nokia Care.

O carregador usa um Plug parecido com o dos antigos celulares Nokia, mas BEM mais fininho. A Nokia até lançou um adaptador para conversão de plugues, portanto este não representa um grande problema (lembre-se que os fabricantes estão começando a padronizar o plug do carregador como mini-usb).

Acabamento Externo

Olhando para ele, você não vê  sinais de fragilidade, a não ser pela proteção da lente que você logo imagina que dará problema, coisa que não aconteceu, por enquanto.

Colocando o N73 ao lado de seu irmão mais velho N72, há ai um retrocesso. O N72 parece mais resistente mas acaba sendo mais espesso e pesado.
O N73 no bolso da calça já não é nada discreto, imagine o N72. Ainda sim é um celular que mereçe destaque por ser bonito e ao mesmo tempo não chamar tanta atenção passando batido pelos mais avoados.

N73 atrás

N73 atrás

Há no entanto dois problemas principais em sua fabricação:

Joystick: É questão de gosto, mas é fato que o direcional de celulares como o Nokia N82 e N95 são melhores do ponto de vista da durabilidade.
Muitos usuários se queixam da fragilidade do Joystick que após algum tempo não apresenta mais firmeza ou não responde bem aos comandos.

Eu não me acostumei com o direcional dos outros e por isso prefiro o do meu N73 que, por enquanto, continua firme e forte!

Teclado: Sim, as teclas são horríveis para digitação.
São muito juntas e pequenas, fazendo você cometer erros diversas vezes, mesmo os mais acostumados com tal.

Há quem pergunte da distância entre o visor e o teclado, se não poderia ser diminuída e melhorar a disposição das teclas…. eu acho que poderia!

O visor é de 262 mil cores possui 2.4″ com resolução de 240×320, send0 mais que confortável para ver fotos, assistir a vídeos e até mesmo navegar da Internet.

O fone que acompanha o conjunto é estéreo e de excelente qualidade, só pecando no plug padrão (mais uma vez!).
Este vêm com controle de volume embutido além de um botão para trocar de rádio, sendo extremamente útil já que você pode trocar a estação com o apertar do botão por baixo mesmo da camiseta, recurso especialmente interessante nos dias perigosos de hoje.

O N73 vêm com dois falantes, um na parte de baixo e outro na parte de cima. Isto significa que ele reproduz áudio estéreo e até com efeitos 3D, dando uma sensação de imersão na música (por isso do “feito para exigentes de áudio”)

N73

N73

Do lado esquerdo há apenas o Infravermelho e do lado direito, os botões de acesso a galeria, tirar fotos e mais zoom/menos zoom servindo como volume também!

O cartão de memória fica na parte debaixo junto com o outro falante, mas este tem uma tampinha bem difícil de abrir (segredo: se você olhar bem na tampinha, há um pequenino “recorte” nela. Basta por a unha ali e puxar ela para fora e pronto, sai sem malabarismos.)
Alias, dá um medo da tal tampa sair, já que é apenas presa dentro do celular.

Bateria

Este trás uma bateria com bastante autonomia para um celular com funções moderadas, a BP-6M. Seu irmão de luxo, N95-1, trás uma bateria de apenas 950 mAh contra os 1100 mAh do N73.
Com uso moderado ela chega a durar uma média de 4 dias, caindo para 2 caso seja muito usada as funções de Música e Jogos.

O Software

O N73 roda o sistema Symbian versão 9.1 3erd edition. É um sistema já não tão recente e faltando diversas melhorias da versão 9.2 e 9.3.

Apesar disto, o sistema é bastante responsivo mesmo para o hardware mais fraco do N73 (ARM9 220 mhz e 64 SDRAM).

É multi-tarefa e bem intuitivo, permitindo a instalação de programas inclusive. No começo é normal ficar meio perdido com o tanto de funções, mas depois este se torna fácil até mesmo porque você, com certeza, irá personalizá-lo até o fim!

O sistema aceita arquivos .jar , .sis e .sisx para instalação. Os recursos básicos já estão todos integrados, como calculadora, conversor de pesos e medidas, relógio, mapa mundi com horário internacional, agenda, alarme, visualizador de PDF, Real Player, Flash Player, editor de arquivos do Office, galeria, Nokia Maps, Life Blog e mais diversas opções que fazem deste um celular fantástico!

screenshot0002

A tela pode ser até visualizada na horizontal com a ajuda de um programa chamado Rotate-me já que o N73 não conta com acelerômetro.
É bem útil para visualizar fotos, vídeos e até jogar além da navegação na Internet que se torna muito mais confortável.

screenshot0001

Conectividade

O N73 é quad band (850/900/1800/1900) com 3G (2100) na versão Music Edition (Rm-133). Possui ainda infravermelho, Bluetooth 2.o com A2DP, GPRS e EDGE.

Só faltou o Wi-Fi e a conectividade em HSPDA na versão ME, mas não vamos abusar né?

Qualidade do microfone

A qualidade de conversação é fenomenal! Claro que tudo depende do sinal de sua operadora, mas a voz do locutor e ouvinte saem bastante claras além do Viva Voz ter também um bom volume com uma boa qualidade.

A voz sai limpa e bem audível mesmo captando todo o barulho do ambiente externo. E o volume é alto, bem alto!

Só para terem idéia, vejam este pequeno vídeo feito com ele em que eu, sem querer, começo a cantar (peço que não reparem e não riam da voz do rapaz aqui)

Alias, a captura de vídeo é excelente, mas falarei mais abaixo. Voltando ao áudio, não tenho mais o vídeo que gravei de um show de meu amigo, mas lhes garanto que ele consegue chegar um pouco (médio para alto) perto de uma música normal, daquelas que a gente baixa na Internet.

Jogos

Apesar da Nokia ter descontinuado o suporte do N-Gage para o N73 e outros aparelhos, este roda os jogos com extrema fluidez sem problemas de travamento ou perdas de qualidade.
Há opções muito legais como jogos Touchless que fazem uso da camera para reprodução de movimentos dentro do jogo, além de muitas opções em jogos 2D e 3D com qualidade comparável a um Playstation 1.

E eu falo aqui de Fifa 2008, One (excelente jogo de luta), Bounce, Resident Evil, Metal Gear Solid e muito mais. Basta uma busca no Youtube: http://www.youtube.com/results?search_type=&search_query=ngage+games

Até mesmo Quake III foi portado direto do PC para os Smartphones da Nokia! Veja

A jogabilidade não é tão boa por conta das teclas muito juntas mas quando se acostuma, você consegue jogar até com a tela deitada sem maiores percalços

Câmera

Principal atrativo do N73, ela não faz feio em momento algum.
Possui recursos como auto-foco, 3.2 mp, diversos ajustes das fotos e principalmente uma das melhores lentes do mundo, a Carl Zeiss.
A captura do vídeo é feito a 15 fps, uma marca muito boa e que não faz feio se você não tremer muito, claro!

Para abrir a câmera, nada de apertar botões ou navegar dentro do menu. Basta abrir a lente que a protege e pronto, lá está ela acionada na horizontal e pronta para registrar seus momentos.
O shoot-to-shoot dela (tempo entre uma foto e outra) leva em média 2 segundos, tempo que considero bom para uma câmera embutida em um aparelho móvel.

E sim, ela pode perfeitamente substituir uma câmera comum em situações corriqueiras e fotos amadoras. Para fotos profissionais, nem um N95 com seus 5 mp substitui, mas a câmera deste aparelho é um show a parte.

A interface é bem simples e bem limpa, com todas as opções à mão para seleção.
Os modos que ela trás realmente ajustam a câmera de acordo com a situação pré-selecionada, o que pode ajudar a melhorar suas fotos

screenshot0005

E por falar em melhora, que tal aprender a usufruir melhor dela? Leia aqui

Mais fotos? Acesse meu Flickr – http://www.flickr.com/photos/ene73

Vou ficar devendo aqui um Vídeo review já que consegui a câmera de um amigo por apenas um dia (na verdade uma noite já que estudo e trabalho o dia todo e por isso das fotos da câmera dele (as primeiras lá em cima) terem ficados com pequenos ruídos).
Assim que eu conseguir uma câmera de novo, faço um pequeno vídeo review falando do N73.

Concorrentes

Seus concorrentes costumam ser celulares da Sony Ericsson, Samsung e LG, tendo a primeira como principal.
É verdade que a especialidade da Sony Ericsson é câmera e isto é demonstrado em seus aparelhos, possuindo em geral lentes tão boas quanto as do N73 e normalmente com Flash de Xenon (mais forte que o de LED).

Para se ter uma idéia, o N73 em algumas situações conseguiu ganhar até mesmo do LG KG920 que têm 5 mp de resolução e uma lente da Schneider-Kreuznach.

Se você quer um celular que produza fotos excepcionais, você pode escolher entre Sony Ericsson e Nokia. A Sony Ericsson é bem forte mas, como eu disse, nesse sentido, o Nokia N82 consegue suprir com muita igualdade as deficiencias de alguns aparelhos, principalmente para fotos noturnas.

Além disso, o N73 é um Smartphone. Isto significa que as possibilidades de expansão a nível de software são quase que ilimitadas ao contrário de sistemas proprietários com expansão de alguns aplicativos e jogos java, apenas.

Preço

Ele chegou custando a bagatela de R$2000,00 reais aqui no Brasil.
Hoje é possível encontrar a versão prata (sem 3G) por R$500 e a versão preta (com 3G) por R$999. É claro que não vale a pena pagar R$999 no N73 ME, já que por 100 reais a mais, você leva o Nokia N82 com uma infinidade de funções a mais.

Conclusão

O N73 quando confrontado com outros aparelhos de mesmo preço e até preço superior, não faz feio. Todas as suas funções, ele executa com perfeição mesmo sendo um aparelho já defasado para os dias atuais.

É evidente a falta de algumas coisas importantes como sintonia automática de estações no rádio, alarme para semana e a possibilidade de salvar os contatos direto no SIM ao invéz de no aparelho.
Tais falhas no entanto são automaticamente ignoradas quando se leva em conta a qualidade de Hardware e Software empregadas no aparelho.

Queira você ouvir músicas com qualidade, jogar de forma interativa e 3D, tirar fotos para recordar seus melhores momentos ou apenas falar ao telefone; este consegue agregar qualidade em tudo que faz.

Sair de um sistema lento e falho como o do Siemens CX75 para o Nokia N73 é realmente um grande salto!

Há ainda um outro review também excelente que complementa o meu e vice-versa. Leia-o aqui: http://www.plusgsm.com.br/forums/showthread.php?t=16843

Espero que tenham gostado 😉